Notícias

Quanto tempo dura um tratamento ortodôntico? Quais as formas de se reduzir esse tempo?

Quanto tempo dura um tratamento ortodôntico? Quais as formas de se reduzir esse tempo?

12/05/20 - Ortodontia

Quando sou questionado dessa forma pelos pacientes ou até mesmo por meus alunos costumo dizer que em Ortodontia não temos uma forma objetiva de definir o tempo total de tratamento, pois dependemos uma série de variáveis como  um correto planejamento e execução do tratamento, resposta biológica a movimentação (que pode variar entre os pacientes) e cooperação do paciente com assiduidade as consultas, higiene e uso correto dos recursos auxiliares. Talvez a forma mais simples de prever um tempo médio em Ortodontia seja dividir as fases previstas do tratamento e calcular de forma aproximada cada uma das fases, que compreendem normalmente a fase de alinhamento e nivelamento, fase intermediária de correções transversais, verticais e sagitais e finalização no período ativo e ainda, contenção como manutenção dos resultados obtidos. O tempo previsto para cada uma dessas fases em Ortodontia é variável, sendo a fase intermediária a que usualmente demanda maior tempo e costuma prolongar além do previsto os tratamentos ortodônticos. Tratamentos considerados simples podem ter duração média de 12 meses pois todas as fases são curtas, enquanto tratamentos mais complexos podem durar até 36 meses, principalmente pelo maior tempo exigido na fase intermediária.

Mas é possível reduzir o tempo total do tratamento ortodôntico? O principal motivo pela longa duração dos tratamentos na Ortodontia é a demora como se processa o movimento dentário através do osso com absorção e deposição ao longo do movimento, sendo necessário em média 30 dias para se obter 1mm de movimentação. Nos últimos anos uma série de procedimentos foram propostos como recursos para tentativa de aceleração do movimento dentário, como osteoperfurações, aplicação de laser e vibração dentária, entre outros. No entanto, nenhum deles obteve comprovação científica de sua efetividade. O que se percebe claramente é que a melhor forma de reduzir o tempo total dos tratamentos ortodônticos ainda é a realização de um completo diagnóstico, o preparo de um plano de tratamento adequado e a execução correta desse plano de tratamento. Para isso, é fundamental que o paciente procure um profissional qualificado, evitando o prolongamento do tempo do tratamento ou até mesmo a necessidade de um retratamento com Ortodontia.